A sub-valorização do Guarda-redes no Futebol





Segundo Arsène Wenger numa entrevista:

"(…) o guarda-redes é a posição mais subvalorizada no relvado (...). Lembram-se sempre que vences por 1-0 quem foi o avançado que marcou, mas esquecem do guarda-redes, que manteve a equipa em jogo com três defesas vitais. Portanto, ele fez três vezes mais do que o jogador que marcou o golo, mas não é valorizado.”

Um exemplo prático desta desvalorização é observável pelo mercado de transferências, em que qualquer jogador de outra posição, que esteja ao mesmo nível de um determinado guarda-redes, é mais valorizado pelo mercado. Podemos verificar isso nos grandes clubes europeus e damos abaixo 4 exemplos de jogadores com idades semelhantes em que todos são figuras principais nos seus clubes. Lukaku tem o triplo do valor de mercado de Mendy, ou Kane mais do dobro de Ederson. Será que tem o triplo ou dobro do rendimento e importância nas respetivas equipas? Claramente que não.






Esta posição exige maturidade e responsabilidade. A pessoa por detrás do guarda-redes de alto nível é responsável, dedicada e desejosa por treinar. Normalmente, os guarda-redes sãos os que passam mais horas a treinar, começando sempre mais cedo que a restante equipa.


O guarda-redes, talentoso ou não, é alguém concentrado todos os dias e não há treino que baste para ele, porque sabe que paga por cada erro que cometa. Ele sabe que os erros dos defesas centrais ou laterais são para ele “consertar”. Tem de estar comprometido com a causa e isso faz dele uma pessoa madura desde idade precoce.


Basicamente, os jogadores desta posição tornam-se num grupo desportivo individual na preparação de uma equipa. Têm de estar 100 por cento preparados até porque "o guarda-redes é isolado em 90 por cento das ocasiões negativas. Perguntam-me se o guarda-redes devia defender aquilo… e o guarda-redes é visível na televisão, por norma, quando comete um erro.” - Wenger.


É, por isso, que é necessário ser-se muito sólido mentalmente. Muitas vezes perdem-se guarda-redes muito talentosos na formação, por não conseguirem lidar com este descrédito dado à sua posição em campo…


Redigido por Francisco Silva


Treinador de Guarda Redes na formação do Centro Desportivo de Fátima

Não te esqueças de assinar o nosso newsletter

Obrigado por se inscrever.