O lado cognitivo de André Silva

Atualizado: 19 de nov. de 2021


Fonte: Eintracht Frankfurt


Depois de passagens pelo AC Milan e Sevilha FC, André Silva parece ter encontrado finalmente um porto de abrigo para que possa evoluir e começar a demonstrar parte do seu verdadeiro potencial. Emprestado pelo Milan ao Eintracht Frankfurt, o avançado português passa por um dos melhores momentos da carreira. Desde o regresso da Bundesliga já são 7 golos em 8 partidas. Em toda a temporada já fez balançar a baliza adversária por 15 vezes.


O antigo avançado do FC Porto tem revelado um lado cognitivo sem bola que lhe permite perceber e agir de forma rápida e eficiente. Desde timings de desmarcação, posicionamentos na área, movimentos de atração dos defesas, até à agressividade no ataque ao espaço livre, André tem evoluído a olhos vistos e mostra ser um avançado cada vez mais completo.

Além disso, concilia esta inteligência sem bola com gestos técnicos de alto nível quando a recebe. É um jogador com uma tomada de decisão com bola cada vez melhor, aumentando assim a sua eficiência quando joga em espaços reduzidos seja entre-linhas ou até mesmo nos corredores laterais. Em frente à baliza tem-se revelado um autêntico "matador", evidenciando gestos de elevada qualidade no cabeceamento, no um contra um com o guarda-redes ou até no remate espontâneo (uma das suas maiores lacunas).


O contexto da liga alemã e do próprio clube tem ajudado a potenciar as melhores características do avançado luso. A jogar num esquema tático com dois avançados ou com dois médios ofensivos no seu apoio, o refine técnico, a inteligência de movimentos e a sua aptidão natural para o golo são cada vez mais evidentes.

Quando conseguir prolongar estes bons momentos no tempo será, claramente, jogador para voos mais altos! Talento não lhe falta!


REDIGIDO POR: Diogo Coelho



Não te esqueças de assinar o nosso newsletter

Obrigado por se inscrever.